23 de setembro de 2009

Arte

Não tema
Nem só de tédio
Vive o jardim
Beija-flor de mim
De lis, de giz
Te faço um poema
Rabisco um arco-íris
Danço na sua pupila,
Brinco no seu globo ocular
Para oscular
A sua boca pequena
Vem brincar no meu jardim
Vem ser minha constelação.
(Calliope)

5 comentários:

Grigório Rocha disse...

Sinto como se suas palavras fossem nuvens flutuando num céu azul dada a leveza e a suavidade dos seus versos.
Um poema lindo, sutil, refinado.
Não posso deixar de dizer que adoro esse seu lado doce, visceral princesa!

Gisela Cardelli disse...

Gostei muito do jeito como escreve suas poesias.
Parabéns pelo seu talento!!

Um dia ainda quero escrever como você ^^

Val disse...

nao entndi... era pra ser tipo a musica de vinicius e toquinho, aqela q usaram ate pra comercial da Faber Castell???

Projeto Fala Escritor disse...

realmente é uma arte que vcoê faz com as palavras... Parabéns

Projeto Fala Escritor disse...

rsrs nem percebi, logado como Fala Escritor...Leandro de Assis

 
BlogBlogs.Com.Br