11 de junho de 2009

Soneto

No seu olhar é que me faço estrela,
Espelho sideral da mais perfeita constelação.
Argonauta do meu coração,
No seu olhar é que me faço estrela.

O Poeta é o maior dos magos,
Transpõe em palavras os anseios mais silentes,
Transforma em versos os desejos mais frementes.
O Poeta é o maior dos magos!

"O portal de infinitos mundos"
É uma convidativa janela aberta:
Onde se insinuam o superficial e o profundo.

Não há encanto que nos torne mais atados,
Do que agora, e sinto que estou certa,
Que os nossos destinos foram selados.
(Calliope, 11/06/2009)

3 comentários:

Grigorio disse...

Na minha cabeça só me vem uma palavra: "Magistral"!

Alisson da Hora disse...

Tantas imagens "astronômicas"...já é o quinto soneto que leio hoje...soneto é pra os apaixonados?:S

john disse...

Discordo do rapaz acima, soneto é para "os de bom gosto" aqueles que sabem admirar e reconhecer a beleza nos versos , na ligação quase mistica que ocorre entre leitor, verso e poeta quando se contempla tamanha maravilha, eu n estou apaixonado por ninguém mas achei este soneto fenomenal.
abraços

 
BlogBlogs.Com.Br