26 de junho de 2009

De Mel e de Rosa

Paro em ti
Olhando.
Toda pele
Território.
Meus olhos
Mapeando.
Plano de fuga
Transitório.
Paro em ti
Desejando.
Todo poro
Repositório.
Todo toque
Espetáculo.
Pára em mim
Cismando.
(Calliope, 26/06/2009)

4 comentários:

Alisson da Hora disse...

Toda concisão é necessária. E sempre diz mais do que o triplo de palavras que pensamos usar.

abraço!

Kenia Cris disse...

Esse poema se movimenta. Não precisa muito. Beijoca!

john disse...

Muito bom, acho que estou me tornando até repetitivo, tendo em vista a crescente qualidade de seus poemas.
abraços

Anônimo disse...

simplismente você escreve com o instinto... parabéns mais uma vez...

 
BlogBlogs.Com.Br