5 de maio de 2009

Let it Rain!

Chovem pedras e flores
Sobre homens e dores.
Cospem gotas de martírios
Sobre capitais e lírios.
Dardos de água
Afogando mágoa.
Por onde andará o meu desejo?
Escorrendo pela rua o vejo,
Ensopa os meus pés que sentem frio
E o meu olhar vazio
Anseia o brilho e a mansidão
Deste seu olhar de constelação.
(Calliope, 05/05/2009)

6 comentários:

Grigório disse...

Mesmo nos dias chuvosos, as estrelas desta constelação sempre brilharão para ti.
Parabéns, sutil e certeira.

Junior Vondrake disse...

Devo concordar com ele.
Eu adorei. (Morrendo d inveja por não ter dom igual ao seu, rsrrs).

john disse...

devidamente, escrito
estritamente, filosófico
e plenamente, poético
nenhum comentário será bom o bastante para expressar a qualidade
deste texto

Silvana disse...

É onde estará os nossos desejos,aqueles mais profundos,que nos faz entender e viver mais feliz,bjs,muito lindo.

Kenia Cris disse...

Esse foi delicado demais! Que fofinho! Claro que eu sei que vc não espera que a sua poesia seja descrita como 'fofinha', mas é que esse aqui me fez pensar nos corações apaixonados e em como a gente parece que floresce. Beijo. Outro!

marcelo disse...

Lindo!!!!! Que inspiração!! Que doçura, que leveza, tuas escolhas foram todas certeiras!

 
BlogBlogs.Com.Br