16 de março de 2009

O Cachorro na Chuva

Senti falta das suas personagens.
E de como tudo parecia
Teatro infantil.
Vi no espelho a marca de muitas mágoas
Todas exibidas,
Singularmente,
Na minha cara.
Quebrei o espelho.
O substitui.
Cansei de ver a sua imagem
Refletida no espelho da minha alma.
Cansei da sua imitação Hamletiana
Vulgar e barata!
Lamento - mesmo sabendo que não deveria -
Mas tenho que ser honesta:
Você é o pior ator que conheço.

Guerra Fria Particular

Sei que fazemos a nossa Guerra Fria
De um modo muito particular.
Tecemos estratégias tolas e
Disputamos as atenções um do outro.
Mas o que mais venero,
Nessa brincadeira infantil,
São os nossos conflitos indiretos.
Assim, deixo rolar os dados:
Jogando com as nossas emoções.

Um dia, quem sabe,
Jogaremos as nossas emoções fora.

13 de março de 2009

Na Padaria

(À M. Meireles)

- Boa tarde, moço! Tem Amor?
- Não, acabou, mas tem Sonho, quer? Está fresquinho.
- Não, eu queria Amor, mas já que não tem, vou ver se acho na feira!
 
BlogBlogs.Com.Br