17 de junho de 2007

O Clown da Dor

A Dor é um desgraçadíssimo palhaço!
Com as vestes esmolambadas,
Com a maquilagem borrada,
Que na angustiada face guarda o traço

Do riso que outrora provocou
E que virou bagaço.
Felicidade que a terrível existência apagou,
Embotou e anulou o amor crasso

E tudo virou bagaço!
Até mesmo o desgraçado palhaço,
O soberano da Dor!

Fazes rir, infeliz criatura!
Mas o rosto, marcado pela tortura,
Me diz que o teu riso é expressão de Rancor!

Um comentário:

PEQUENAS IMPRESSÕES disse...

Me sinto assim...como essa poesia descreve o palhaço...

Saudações Poéticas!

 
BlogBlogs.Com.Br